Consórcio PCJ alerta para a importância da reservação de água

Consórcio PCJ alerta para a importância da reservação de água

O Instituto Internacional de Pesquisa em Clima e Sociedade (IRI-CPC) prevê que a precipitação pluviométrica no primeiro semestre de 2021 será abaixo da média climatológica. Assim, existem grandes chances dos 76 municípios das Bacias PCJ não enfrentarem problemas de escassez de água nos serviços de abastecimento, ao menos até o final do mês de março de 2021.

Porém, o volume de chuvas e seu comportamento em face dos eventos hidrológicos extremos, com fortes tempestades, dificulta a recarga do lençol freático e pode impactar na disponibilidade hídrica durante a estiagem e, talvez, até no restante do ano. A situação para 58 municípios das Bacias PCJ poderá ser de maior gravidade, uma vez que em 2020 choveu 23% a menor que as séries históricas.

Nesse sentido o Consórcio PCJ alerta os municípios da região para as necessidades do uso racional da água e de adoção de medidas que ampliem a reservação de água de chuva nesse primeiro trimestre de 2021, em especial nos meses com previsão de precipitações fortes e acima da média.

A entidade recomenda que todos os reservatórios de abastecimento de bairros das cidades estejam em condições de pleno funcionamento para garantir maior armazenamento de água e que sejam complementados os pontos críticos por reservatórios pré-fabricados e estimuladas as construções de cisternas, urbanas e rurais, para armazenamento de água de chuva, pois, poderá vir a faltar água para o abastecimento público nos municípios e para a garantia das agriculturas irrigadas, no campo.