Em Valinhos, 89.688 eleitos aptos a votar amanhã

Em Valinhos, 89.688 eleitos aptos a votar amanhã

Imagem da Internet

Neste domingo, dia 7 de outubro, acontecem o primiro turno das eleições gerais. No Brasiltodo um contingende de mais de 147 milhões de eleitores irão às urnas para votar para Presidente da República, Governador de Estado, Senador, Deputado Federal e Deputado Estadual.

Em Valinhos, segundo dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) – estão aptos a votar neste primeiro turno 89.688 eleitores. Deste total deeleitores, 51,56% são mulheres – 46.268 – e 48,38% são honens, 43.399 eleitores, que  estarão distribuídos por ...locais de votação e 251 sessões eleitorais, mais ou menos 20 sessões a mais do que na eleição passada.

A expectativa da Justiça Eleitoral que tem a frente a Juza, Dra. Fernanda Augusta Jacó Monteiro,é que todo o processo de votação que começa às 8 horas e se encerra as 17 transcorra dentro da maior normalidade possível.

O contingente de eleitores valinhenses corresponde a 70,55% da população do município que, segundo estimativa do IBGE é de 127.123 mil habitantes. Houve um crescimento de 9,64% no número de eleitores em relação a eleição de 2016, quando 86.494 eleitores estavam registrados.

 

PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

Primeiro turno em Valinhos envolve 1.100 pessoas

Um pequeno exército recrutado pelaJustiça Eleitoral de Valinhos irá entrar em ação ao longo de todo o domingo, dia 7, dias do primiro turno das eleições gerais. Para atuar junto às 251 sessões eleitorais a Justiça Eleitoral convocou 1004 mesários, que foram treinados a como se portar em relação ao eleitor que irá à estas sessões exercer o sagrado direito do voto.

Para a Justiça Eleitoral, o mesário é o cidadão nomeado para compor as mesas receptoras de votos e de justificativas no dia das eleições. São eles que tomam todas as providências na seção eleitoral para orientar e receber o eleitor no dia da eleição.

Segundo a chefe do Cartório Eleitoral, Andrea Betty Cresta, todos os mesários,já na sessão eleitoral, saberão como falar com o eleitor, ao solicitar e checar seus documentos antes do voto. Em Valinhos o processo eleitoral é comandado pela juíza eleitoral, Dra. Fernanda Augusta Jacó Monteiro.

Além dos mesários, a Justiça Eleitoral tambem contará com cerca de 100 pessoas no apoio logístico das eleições, totalizando assim 1100 pessoas envolvidas diretamente neste primeiro turno. O mesmo sistema seráadotado para o segundo turno no dia 28 de outubro.

Valinhos terá voto em trãnsito pela primeira vez

Valinhos, pela primeira vez está incluída entre as cidades que permitirão o voto em trânsito nas eleições do próximo domingo,dia 7. A novidade acontece em função de Valinhos ter hoje 127.123 habitantes.

Até 2014, o voto em trãnsito era restrito às capitais e às cidades com mais de 200 mil eleitores. Para estas eleições a Justiça Eleitoral estendeu a novidade para municípios com mais de 100 mil eleitores.

Os cidadãos que não estiverem em seu domicílio eleitoral na data do pleito podem solicitar a transferência eleitoral indicando uma das 54 cidades paulistas, que estarão aceitando o voto em trânsito. Para fazer o requerimento, eles devem comparecer a qualquer cartório eleitoral e apresentar documento oficial com foto. A habilitação para votar em trânsito somente será admitida para aqueles com situação regular no cadastro.

O eleitor que não estiver em seu domicílio eleitoral no 1º, 2º ou ambos os turnos poderá votar em urnas especialmente instaladas nas capitais e nos municípios com mais de 100 mil eleitores,desdeque tenha feito o requerimento para isso. O prazo  foi encerrado no dia 23 de agosto.

 

QUAIS CARGOS POSSO VOTAR EM TRÂNSITO?

O eleitor que se encontrar fora da unidade da Federação do seu domicílio eleitoral poderá votar apenas para Presidente da República.

Enquanto que o eleitor dentro da unidade da Federação de seu domicílio eleitoral poderá votar para Presidente, Governador, Senador, Deputado Federal, Deputado Estadual e Deputado Distrital.

Já o eleitor inscrito no exterior, que estiver em trânsito no território nacional, poderá votar apenas para Presidente da República.

A habilitação para votar em trânsito somente será admitida para os eleitores que  estiverem com situação regular no cadastro e mediante a apresentação de documento oficial com foto.   

 

JUSTIFICIATIVA

O eleitor habilitado que não puder comparecer à seção para votar em trânsito deverá justificar sua ausência em qualquer Mesa Receptora de Justificativas, inclusive naquelas do domicílio eleitoral de origem, à exceção do município por ele indicado no requerimento de habilitação.

 

Justificativa Eleitoral

Há dois momentos para justificar a ausência às eleições:

Neste domingo, dia 7, dia da votação – o eleitor que estiver fora do seu domicílio eleitoral (em outra cidade),poderá justificar. Para isso, ele deverá procurar qualquer seção eleitoral ou mesa receptora, onde deverá preencher um formulário de justificativa.

O eleitor que se encontrar impossibilitado de votar amanhã, dia 7, ou estiver fora do seu domicílio eleitoral, também poderá justificar sua asuência na segunda-feira, dia 8,através da Internet, via postal ou em qualquer cartório eleitoral por escrito.

 

Uso de aparelho celular na cabine é proibido

Na hora da votação, o eleitor não pode entrar na cabine com o aparelho celular em mãos. O registro do voto ou a realização de selfie são vedados. Tudo para garantir a regra constitucional de garantia do sigilo do voto.

Caso o mesário verifique que o eleitor desobedeceu à regra, irá anotar em ata e o fato será reportado ao juiz eleitoral para encaminhamento ao Ministério Público Eleitoral (MPE). Caso o órgão entre com uma representação na Justiça Eleitoral, o eleitor poderá enfrentar um processo judicial.

Mesmo aquele que utilizar o equipamento para se valer do e-Título, versão digital do documento, não poderá entrar na cabine com o celular. Nessa hipótese, terá que deixar o aparelho sob os cuidados da mesa receptora de votos.

 

Eleitor com mais de 80 anos não espera na fila para votar

Em cada seção de votação, os mesários devem respeitar a preferência para votar de eleitores com mais de 60 anos de idade, enfermos, que possuem deficiência ou mobilidade reduzida, obesos, mulheres grávidas ou lactantes e pessoas acompanhadas de criança de colo.

A preferência considera sempre a ordem de chegada à fila de votação, com exceção dos eleitores com mais de 80 anos, porque estes dispõem de prioridade sobre os demais, conforme a Lei 13.466, de 2017, que alterou o Estatuto do Idoso.

O voto é facultativo para os eleitores com mais de 70 anos, os que têm entre 16 e 17 anos e os analfabetos.

 

Ordem de votação

O eleitor deve ficar atento à ordem de votação para o pleito, que é a seguinte: deputado federal, deputado  estadual, senador, governador e presidente.

Neste ano, a renovação do Senado será de dois terços, então o cidadão terá que escolher dois senadores. A população elege um terço e dois terços, alternadamente, para a Casa. Cada estado da Federação tem três senadores.

 

Da redação