Prédio da unidade de saúde na Vila Itália será entregue em setembro

Prédio da unidade de saúde na Vila Itália será entregue em setembro

da redação 

Da redação

A construção do prédio que abrigará a Unidade Básica de Saúde do Santo Antônio, no bairro Vila Itália, está em fase adiantada, com a parte de acabamentos e instalações elétricas e hidráulicas. A obra foi retomada no mês passado e a previsão de término é para setembro deste ano.
A construção iniciada em 2014 foi paralisada em setembro de 2016, na fase de alvenaria, em função de a construtora ter abandonado a obra. O prazo inicial para o término da edificação era 2015, e posteriormente foi postergado para 2016.
A Prefeitura abriu em novembro do ano passado uma nova licitação para contratação de outra empresa, e a vencedora foi a Maic Engenharia de São Paulo. Na sexta-feira, 13, o prefeito Orestes Previtale visitou o andamento das obras. A entrega da UBS é uma das prioridades na área da Saúde.
Segundo a Secretaria de Obras e Serviços Públicos, responsável pela fiscalização das obras, para o término da edificação é necessário concluir a parte de alvenaria e fazer os acabamentos, além da construção de um muro de arrimo.
A obra atualmente está orçada em R$ 640.856,60. Desse total, o Ministério da Saúde por meio do Fundo Nacional de Saúde repassará em parcelas o total de R$ 388 mil e a Prefeitura entrará com a contrapartida no valor de R$ 252.856,60. O convênio com o Ministério da Saúde foi assinado em 2011.
A unidade terá 297,56 m2, distribuídos em dez salas que serão utilizadas para consultórios médicos, odontológico, vacinas, farmácia, reunião e recepção. O prédio será totalmente acessível para as pessoas portadoras de deficiência.
As UBS oferecem atendimento nas áreas de Clínica Médica, Pediatria, Ginecologia e Odontológica, além da parte de enfermagem, com curativos e vacinas.
Prédio próprio - Com a entrega da nova instalação, a UBS do Santo Antônio, que em setembro do ano passado foi unificada com a UBS do Jardim Imperial, irá para um prédio próprio, com amplas e modernas instalações.
A unificação das UBSs ocorreu em função de a Prefeitura ter devolvido o prédio alugado onde ela funcionava no bairro Santo Antônio, por não oferecer mais condições higiênico-sanitárias para o funcionamento de uma unidade de saúde.
Além disso, a devolução do prédio da UBS Santo Antônio integrou o pacote de contenção de gastos efetuado pela administração municipal no ano passado. Ao todo foram devolvidos 14 prédios até o momento gerando uma economia anual de aproximadamente R$ 1,1 milhão aos cofres municipais.