Defesa Civil faz campanha educativa da Operação Verão até 31 de março

Defesa Civil faz campanha educativa da Operação Verão até 31 de março

Defesa Civil faz campanha educativa da Operação Verão até 31 de março

Órgãos oficiais repassam informações em tempo real

A Defesa Civil da cidade mantém as campanhas educativas em bairros específicos e no Centro na Operação Verão, que vai até dia 31 de março. Durante o período, o órgão prevê algumas ações preventivas e efetivas em situações de urgência e emergência. Nesta campanha, a Defesa Civil está amparada por alguns órgãos, que colaboram com informações em tempo real.

“Nesta campanha, contamos também com auxílio dos voluntários e dos agentes mirins”, adiantou o novo diretor do Departamento de Coordenadoria de Defesa Civil, Israel Andreoli. Segundo ele, a distribuição de cartilhas e panfletos nas casas continuam, assim como o ‘pedágio’ no Centro, que visa também ao compartilhamento de informações.

Entre as ações, está o monitoramento do índice pluviométrico 24 horas por dia, equipamento instalado na sede da Defesa Civil. O trabalho prevê atuação conjunta entre o órgão e Secretarias, como Desenvolvimento Social e Habitação, Saúde, Transportes e Trânsito e outras.

Em Valinhos, há o monitoramento constante dos bairros Bosque do Eucalipto e Parque Portugal, áreas em que pode ocorrer deslizamento de terras, e os bairros Pinheirinho, Capuava e Avenida Invernada, que costumam registrar áreas de inundação e alagamento.

Informação – Além disto, é previsto o trabalho conjunto com a Coordenadoria Regional do órgão, prevendo cooperação entre as cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC). Este ano, a Defesa Civil conta ainda com a disponibilização de informações meteorológicas – algumas com antecedência de até 24 horas – pelo Radar SOS Chuva, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que será utilizado pela primeira vez.

O município foi também incluído no monitoramento do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Com a inclusão, a Defesa Civil receberá, em tempo real, informações meteorológicas por e-mail e SMS (Serviço de Mensagens Curtas pelos celulares), específicas sobre as cinco áreas de riscos da cidade.

O órgão se preparou antecipadamente para esta operação. No início deste mês, em Paulínia, houve oficina com troca de informações com meteorologistas, além de profissionais do Instituto Geológico (IG), vinculado à Secretaria do Meio Ambiente, em parceria com a Defesa Civil do Estado de São Paulo.
       

Defesa Civil – telefone de emergência 199.