Prefeitura de Vinhedo atendeu mais de 400 mil receitas médicas no ano passado

Prefeitura de Vinhedo atendeu mais de 400 mil receitas médicas no ano passado

Prefitura de Vinhedo

A Prefeitura de Vinhedo, por meio da Secretaria de Saúde, atendeu 407.414 receitas médicas em 2018, contabilizando aproximadamente 14 milhões de insumos farmacêuticos distribuídos à população. Para se ter uma ideia da importância e alcance desse trabalho, somente de agosto a dezembro, 65.540 usuários receberam os medicamentos que precisavam, número que equivale a quase 85% do total de habitantes do município.

“Investimos pesado na aquisição de medicamentos. Muitas vezes, a dificuldade de chegar a 100% está relacionada com questões ligadas aos fabricantes. Mas não temos medido esforços para manter um alto índice de medicamentos em nossos estoques”, destacou o prefeito Jaime Cruz.

A Rede Municipal conta hoje com uma lista de 196 remédios distribuídos gratuitamente aos moradores, a chamada Remune (Relação Municipal de Medicamentos de Vinhedo), com índice de quase 94% em estoque, sendo que os itens faltantes, apenas 12, estão em fase de regularização.

De forma clara e transparente, a Prefeitura de Vinhedo divulga em seu site (www.vinhedo.sp.gov.br), no link da Saúde, na aba ‘Assistência Farmacêutica’, clicando em ‘documentos’, as atualizações com relação aos medicamentos distribuídos na Rede Municipal, tanto os da Remume, como os da Farmácia de Alto Custo.

Há também mais de 200 outros itens que a Prefeitura disponibiliza após análise socioeconômica, os chamados medicamentos sociais.

 

Medicamentos de Alto Custo

A Prefeitura faz a distribuição também dos chamados medicamentos de Alto Custo, de responsabilidade do Governo do Estado e também do Governo Federal. Neste caso, a Prefeitura disponibiliza infraestrutura e recursos humanos para acolher o munícipe, avaliar a documentação, levar os documentos até Campinas para auditoria médica, buscar o medicamento e efetuar a dispensação ao usuário, tudo isso para facilitar ao máximo a vida do usuário.

Para esse procedimento, com toda a burocracia que o mesmo envolve, a Prefeitura disponibiliza uma equipe exclusiva, composta por 1 farmacêutico e 3 técnicos.

Nesta lista constam por volta de 240 itens para diversos tipos de doenças. Os itens dispensados dependem da demanda, isto é, variam de acordo com as receitas que são apresentadas. São, em média, na Farmácia de Alto Custo, 1.400 atendimentos por mês, dispensando por volta de 50 mil unidades de medicamentos.

Para amenizar a dificuldade de abastecimento por parte do Estado e do Governo Federal, a Prefeitura faz o acompanhamento semanal da situação e previsão de regularização. Essa relação é atualizada no site da Prefeitura de forma informativa. A equipe, inclusive, vai a Campinas periodicamente, na Central de Distribuição da DR7, para fazer a retirada dos itens de responsabilidade do Estado e Governo Federal.

 

Da redação