Público e comerciantes aprovam primeira edição do Ceasa na Primavera

Público e comerciantes aprovam primeira edição do Ceasa na Primavera

assessoria de imprensa da prefeitura de campinas

O público aprovou a realização da primeira edição do Ceasa na Primavera, neste sábado (7/10), no Mercado de Flores da Ceasa Campinas. Mesmo com o tempo chuvoso, mais de 20 mil pessoas participaram do evento, promovido pela Ceasa e a Associação dos Produtores e Comerciantes do Mercado de Flores de Campinas (Aproccamp), reunindo workshops gratuitos de arranjos florais e paisagismo, food trucks e música de qualidade. Os comerciantes do Mercado de Flores também aprovaram a iniciativa.

Os visitantes acompanharam atentamente as aulas dadas pelos professores Léo Mendes, Tânia Santos e Fernando Antônio Legatti, especialistas em arte floral e paisagismo, nos cinco cursos de uma hora de duração cada, em palcos instalados no corredor central do Mercado de Flores. Um minijardim, com três temas de estilos diferentes de paisagismo, e limusines com lindos arranjos forais – todos elaborados pelos professores – também ficaram em exposição e serviram de inspiração para inúmeras selfies dos visitantes. A música erudita da Camerata Eduardo Gomes completou as atrações do evento.

O vice-prefeito de Campinas, Henrique Magalhães Teixeira, esteve presente e se disse impressionado com o sucesso da primeira edição do Ceasa na Primavera. “A participação do público é muito grande. Tem muita gente interessada no assunto. É uma bela iniciativa. O pessoal da Ceasa está de parabéns”, disse.

Mara Pereira Cougo, de 65 anos, veio de Borborema (SP) – cerca de 300 km de distância de Campinas – para ver os cursos do Ceasa na Primavera. Ela é dona de uma floricultura e compra produtos no Mercado de Flores. “É muito bom esse tipo de evento. Eu vim de longe para aprender a técnica das suculentas”, disse. Também havia pessoas de várias outras cidades do Interior paulista e até de outros estados, como Teófilo Otoni e Capitólio, em Minas Gerais.

Leila Cláudia Pires Dantas, de 51 anos, gerente de faturamento, de Campinas, gosta de trabalhar com flores e veio ao evento para aprender a fazer arranjos. “Eu acho muito interessante esse tipo de evento. E, em tempos bicudos, é interessante até para você ter uma opção de profissão, você pode aprender a lidar com flores”, avaliou. Aline Dantas Pires, de 32 anos, técnica administrativa, também de Campinas, sempre gostou de flores, mas “não tinha ideia” de como fazer arranjos diferenciados. “O meu interesse no curso é pessoal, para deixar a minha casa mais bonita. Gostei muito”, afirmou.

Já a gerente de marketing Juliana Hellmeister, de 33 anos, tem nos arranjos florais um hobby e vem ao Mercado de Flores para ver “as novidades”. Ela adorou a iniciativa do evento. “Muito legal mesmo. Vocês têm toda a estrutura, espaço e profissionais para fazer esse tipo de evento. É fantástico aqui”, elogiou. Paulo Xavier, de 68 anos, mora em Itatiba e também aprovou o Ceasa na Primavera. “Vou ficar até acabar. Vocês estão de parabéns”, disse.

“A realização desse evento é para que as famílias e a comunidade de Campinas possam ocupar esse espaço público com lazer, música e comida de qualidade e muito aprendizado”, disse Miguel Nicolau, diretor administrativo-financeiro da Ceasa Campinas, que representou o diretor-presidente do entreposto, Wander Villalba, em viagem ao exterior.

Iniciativa

Alguns comerciantes do Mercado de Flores não só aprovaram o evento, como também acreditam num aumento nas vendas. “Acredito que hoje as vendas vão aumentar. Esse evento contribui para atrair o público, então vai ser muito bom para nós”, disse Francisco Oliveira, comerciante de um dos boxes do mercado. Márcio Ribeiro, que vende cactos, disse que o evento ajudou bastante nas vendas. “Tem bastante procura. Muita gente nova, que não conhecia a Ceasa, está presente. Os novos clientes estão bombando.”

Para a professora Léo Mendes, o que mais chamou a atenção foi o interesse do público durante as aulas. “Ninguém tirava o olho, todo mundo fazia perguntas”, disse. “O público tem carência de aprendizado e muitas vezes não tem acesso a esse tipo de curso. Por isso, parabéns à Ceasa Campinas pela iniciativa e vamos em frente”, disse.