Golpe em nome do Procon de Campinas é aplicado em Valinhos

Golpe em nome do Procon de Campinas é aplicado em Valinhos

Da Redação

Da Redação

O Procon de Campinas reitera a orientação a consumidores e comerciantes de que o órgão não realiza ligações solicitando depósitos bancários ou qualquer tipo de operação financeira. Nesta semana, o Procon de Valinhos comunicou o Procon de Campinas acerca de um golpe praticado naquele município por uma pessoa que se identifica como funcionária do órgão de defesa do consumidor campineiro. “Nossas equipes não solicitam, em nenhuma hipótese, depósitos bancários ou qualquer transação financeira por telefone ou e-mail”, explicou a diretora do órgão, Yara Pupo.

De acordo com a diretora, já em 2013 e também no início de 2017, o órgão recebeu denúncias de fraude semelhante a esta. “À época nós tomamos todas as medidas cabíveis, informando a polícia e o Ministério Público sobre este golpe, com pedido de investigação e apuração. Estamos, agora, reforçando este pedido com as novas informações”, disse.

Golpe
As reclamações registradas indicam que fraudadores se identificam como funcionários do Procon solicitando depósitos de quantias em contas bancárias com a justificativa, entre outras, de que existem pendências ou infrações contra eles no órgão. Esta prática não é parte da rotina de trabalho do Procon.

“Nossas autuações, quando aplicadas, seguem todo o rito processual legal com direito ao contraditório e ampla defesa. Quando um fornecedor é multado, ele tem que retirar o boleto aqui na sede administrativa e nunca proceder ao pagamento por meio de depósito”, esclareceu Yara.

A diretora informa, ainda, que é importante que os consumidores ou empresas que receberem este tipo de ligação procurem o órgão para esclarecimentos ou registrem Boletim de Ocorrência. “Nossas equipes estão orientadas a informar que o Procon não solicita, em nenhuma hipótese, depósitos bancários ou qualquer transação financeira por telefone ou e-mail”, completou. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 151.