“A música me deu esperança nos momentos mais sombrios”

 “A música me deu esperança nos momentos mais sombrios”

Arquivo Pessoal e REDE GLOBO 

Guipson Pierre de 26 anos, é natural do Haiti, deixou seu país após o terremoto que atingiu o local em 2010, e foi depois dessa catástrofe que o jovem encontrou na música um escape para os problemas e frustações vividos no Haiti.  Em 2013 veio para o Brasil em busca de melhores condições, hoje Guipson é morador da cidade Valinhos e trabalha no Cartonifício, empresa de produção de papelão. Sempre em busca de um futuro melhor, ele nunca deixou de lado o seu amor pela música e neste ano é um dos participantes do programa The Voice Brasil da rede Globo. Em entrevista a Folha de Valinhos ele contou um pouco sobre sua história. 

Quando e por que decidiu vir para o Brasil?
Eu nunca pensei nisso e nunca foi a minha intenção vir para o Brasil, mas isso foi uma decisão do meu pai. 
 
Quais foram as dificuldades encontradas em um país diferente do seu?
Eu não diria dificuldades, mas sim muitos desafios. Durante os quatros primeiros anos foram muitos desafios, e eu só posso dizer que sou muito grato por cada desafio que passei aqui no Brasil, pois foi através deles eu cresci muito na minha vida pessoal. 
 
Por que escolheu Valinhos?
Eu tinha um amigo aqui em Valinhos, e além disso precisava fazer alguma coisa a respeito do meu objetivo, então vim para São Paulo, que o Estado ideal para quem quer ser músico.

Quando chegou aqui, quais foram as oportunidades que encontrou?
Foram muitas oportunidades, como a de estudar e trabalhar, meu primeiro emprego foi aqui no Brasil.
 
Quando começou a cantar?
Eu sempre gostei de cantar, mas eu comecei de verdade 3 horas depois do terremoto que atingiu o Haiti em 2010.

O que a música significa para você?
A música me deu esperança nos momentos mais sombrios, me deu um motivo para viver, a música me faz perceber que independentemente de como as coisas estão agora, é só um momento, as dificuldades não são permanentes. Então a música significa tudo para mim....
 
Qual foi sua reação ao ser selecionado para participar do The Voice?
É muito difícil de explicar como foi a minha reação, por que até agora eu não sei explicar. Mas eu me sinto abençoado, depois de tanto trabalho ter sido escolhido pelo The Voice Brasil.

Qual foi a sensação de sumir pela primeira vez no palco do The Voice?
Uma parte de mim assustou muito, mas a outra ficou muito grato por ter conseguido.

 
Quando Carlinhos Brown e Lulu Santos viraram a cadeira, qual foi o sentimento, o que passou pela sua cabeça?
Naquele momento eu estava com muita raiva de uma parte de mim, que me deixou muito nervoso, isso fez com que eu não desse o meu melhor, porém o sentimento de ser escolhido por dois técnicos, é inexplicável.

Por que escolheu Brown?
Foi o desejo do meu coração, mas vou perguntar para meu coração e na próxima vez, eu vou dar essa resposta.

Quais são os seus projetos a partir de agora?
Meu avô sempre me falou é bom trabalhar em silêncio. Mas vocês verão em breve.

Deixe um recado para os nossos leitores para que eles continuem torcendo por você:
Sejam a diferença que querem ver.

 

Da Redação
 

+ Fotos: